O que é necessário para trincar o abdômen

Ter um abdômen “tanquinho” é um dos objetivos mais comuns das pessoas que entram no edifício do corpo. No entanto, pode parecer muito evasivo para a maioria das pessoas, pois elas podem se exercitar por semanas e meses sem parecer fazer nenhum progresso.

Isso porque a maioria das pessoas começa a construir abdominais de forma errada. Não se trata apenas de fazer muitas flexões e abdominais. Sim, os exercícios abdominais são importantes, mas por si só não vão levar você lá.

Veja como realmente obter tanquinho.

==> Trabalho seletivo não funciona

 

Tentar exercitar apenas uma área do corpo para desenvolver os músculos dessa parte não funciona. Em outras palavras, fazer exercícios abdominais exclusivamente não valerá seis packs.

Por quê? Porque seu abdômen tem gordura cobrindo-o. Mesmo que sob toda a gordura você tenha seu abdômen rasgado, as pessoas não serão capazes de vê-los. Infelizmente, quando você está apenas fazendo flexões e abdominais é o que você está fazendo: tonificando seus músculos sob a gordura, sem eliminar a gordura.

O primeiro passo para realmente obter seis abdominais é reduzir a quantidade de gordura em seu abdômen. Infelizmente, você não pode perder gordura seletivamente. Você precisa perder gordura por todo o corpo para que isso funcione.

==> Removendo a gordura

 

 

A queima de gordura se resume essencialmente a fazer exercícios cardiovasculares regularmente. Tente se exercitar entre 70% a 80% de sua frequência cardíaca máxima por 30 minutos ou mais, três ou quatro vezes por semana.

Se você fizer isso, em cerca de um mês você começará a notar que seu corpo está ficando mais tonificado. Se você medir o percentual de gordura corporal, verá que a quantidade de gordura corporal diminui e a quantidade de músculos aumenta.

Conforme isso acontece, seu abdômen se tornará naturalmente cada vez mais visível.

==> Dieta

 

 

Obviamente, para queimar essa gordura, você também precisará fazer mudanças em sua dieta. Você não pode simplesmente queimar gordura e depois colocá-la de volta no corpo.

Elimine todas as gorduras estranhas de sua dieta. Um pouco de gordura de alimentos ricos em proteína ou outras “gorduras saudáveis” está bem, mas fique longe de qualquer coisa que seja anormalmente gorda.

Isso significa nada de alimentos fritos profundos, nada de fast food, nada de refeições congeladas ou que possam ser colocadas no micro-ondas. Leia o conteúdo calórico e os ingredientes dos alimentos embalados antes de comprar.

==> Construindo abdominais mais fortes

 

 

A última e última etapa é fazer os exercícios que fortalecem seu abdômen. Você pode iniciar a fase ao mesmo tempo em que inicia o cardio e começa a mudar sua dieta, mas só verá os resultados dos exercícios abdominais depois de realizar o restante das etapas discutidas neste artigo.

Aí está. Para construir o abdômen, você precisa queimar a gordura por todo o corpo para que haja um mínimo de gordura cobrindo seu abdômen. Então você precisa mudar sua dieta para evitar essa gordura. Por fim, use exercícios abdominais para tonificar a área abdominal.

Três dicas de dieta para construtores musculares sérios

Os construtores de músculos sérios tratam sua dieta de uma maneira quase científica, semelhante a uma equação. Qual é a forma cientificamente comprovada e mais eficaz de construir mais músculos?

É preciso muita disciplina para seguir as diretrizes rígidas para desenvolver o corpo da maneira mais rápida possível. Mas se você for realmente sério, é o que precisa para obter resultados o mais rápido.

Aqui estão três dicas dietéticas para construtores musculares sérios.

==> 40% de carboidratos, 20% de gorduras, 40% de proteínas

 

 

A regra 40:20:40 foi testada repetidamente para ser o equilíbrio ideal de nutrientes para perder gordura e ganhar músculos.

Lembre-se de que muitos alimentos contêm gorduras e proteínas sem serem explicitamente gordurosos ou proteicos. Por exemplo, quando estiver comprando suas carnes, certifique-se de ler os rótulos e ver qual porcentagem da carne é realmente gorda e qual porcentagem é proteína.

Além disso, evite comer carboidratos perto da hora de dormir.

No início, você provavelmente terá que registrar todos os alimentos que ingere para ter uma boa noção da quantidade de gordura, carboidratos e proteínas que está ingerindo. Depois de obter mais experiência, será capaz de estimar sua ingestão com um alto grau de precisão.

==> Coma em intervalos de 2,5 horas

 

 

Não beba demais. Não coma grandes refeições. As grandes refeições fazem com que seu corpo aumente os níveis de açúcar no sangue e, em seguida, quebre. Também causa acúmulo de alimentos no sistema digestivo, o que é prejudicial ao crescimento muscular.

Para manter um nível de energia estável e facilitar o crescimento mais rápido possível, faça refeições menores a cada duas horas e meia.

Isso resultará em seis pequenas refeições por dia, em vez de três grandes refeições. Se você precisa de lanches entre as refeições, opte por algo saudável como nozes mistas.

==> Ciclo sua ingestão calórica

 

 

Para evitar que seu corpo se adapte a um determinado nível de ingestão calórica, faça um ciclo regular com sua ingestão calórica.

Considere alternar dias de baixa caloria com dias de alto teor calórico. Se você está tentando ganhar peso e massa muscular, pode colocar mais dias de alto teor calórico, enquanto faz o oposto se estiver tentando perder peso.

Este processo não precisa necessariamente ser rígido ou planejado, mas você ainda deve manter o controle de suas calorias e decidir conscientemente na noite anterior se terá um dia de alta ou baixa caloria amanhã. Monitore seus dias de alta e baixa caloria para ter certeza de que está obtendo um bom equilíbrio.

Estas são três dicas de dieta voltadas especificamente para os construtores de músculos sérios. Se a construção muscular for apenas um hobby, essas dicas podem não ser para você. Por outro lado, se você realmente se dedica a construir o corpo dos seus sonhos, essas dicas podem ajudá-lo a chegar ao próximo nível.

A verdade sobre suplementos de musculação

Abra qualquer revista de fitness e você verá anúncios após anúncios que promovem suplementos, pílulas dietéticas e shakes de proteína. Com cada produto se proclamando a única coisa que você precisa para ganhar os músculos que você sempre quis, como você realmente decide que tipo de suplemento tomar ou não?

Neste artigo, daremos uma boa olhada objetiva nos suplementos no setor de saúde. Veremos quem deve e quem não deve tomar suplementos, bem como que tipos de suplementos você deve tomar se decidir tomar suplementos.

==> A Mentalidade da Pílula Mágica

 

 

Um dos maiores impulsionadores da indústria de suplementos é a mentalidade da pílula mágica.

Os clientes que não estão dispostos a trabalhar para realmente perder peso e ganhar músculos, em vez disso, recorrem a suplementos e pílulas dietéticas. Eles leem os anúncios, ficam entusiasmados e fazem uma compra.

Na maioria das vezes, essa mentalidade não produz resultados reais. O cliente então fica desiludido e desiste, ou volta a comprar uma pílula suplementar diferente.

Se você deseja construir músculos, este método simplesmente não funcionará.

==> Suplementos podem suportar apenas fundamentos sólidos

 

 

Seus suplementos só podem apoiar sua rotina de exercícios se você já tiver princípios básicos sólidos.

Se você está comendo direito, bebendo água suficiente, fazendo exercícios certos, treinando de forma consistente, alternando grupos musculares e fazendo todas as outras coisas que você precisa fazer, os suplementos podem ajudar a dar a você aquela vantagem de 20% para levá-lo para a próxima nível.

Mas se você não tiver os fundamentos para baixo, os suplementos simplesmente não ajudarão. Os suplementos não podem ser, nunca foram e nunca serão uma pílula mágica que pode substituir o exercício físico.

==> Mais nem sempre é melhor

 

 

Muitos suplementos se baseiam na premissa de que mais é melhor. Na realidade, mais proteína ou mais vitaminas podem não ser o que seu corpo precisa.

Se você estruturar sua dieta corretamente, poderá obter a grande maioria de todos os nutrientes de que precisa diretamente nos alimentos que ingere.

Adicionar artificialmente mais proteínas ou vitaminas por meio de suplementos pode muitas vezes ser ineficaz, caro e potencialmente até prejudicial se seu corpo não precisar disso.

==> Quem deve usar suplementos?

 

 

Quem realmente deve usar suplementos, então?

Suplementos podem ser usados ​​se houver nutrientes em sua dieta que você não está recebendo o suficiente. Só use suplementos se você já tem seus fundamentos em ordem e deseja obter um impulso extra para atingir seus objetivos mais rapidamente.

Se você já administrou todas as suas necessidades nutricionais, também pode considerar um suplemento para aumentar a energia, como a creatina. Ao contrário de outros suplementos que se concentram na nutrição, esses suplementos realmente fazem com que você possa se esforçar mais durante seus treinos.

Em geral, os construtores de músculos fariam melhor se ignorassem a maioria dos anúncios de suplementos e se concentrassem na construção de uma rotina de exercícios sólida. Dito isso, se você tiver os fundamentos controlados, os suplementos podem lhe dar um bom impulso de progresso.

Os melhores alimentos para construir músculos

Além do treino, o que você come é o aspecto mais importante da construção muscular. Se você estiver fornecendo ao corpo os nutrientes de que ele precisa, perderá gordura e ganhará músculos muito mais rápido.

Por outro lado, se seu corpo não conseguir o que precisa, não será capaz de construir os músculos que você deseja. Muito esforço do treino pode ser desperdiçado se não for apoiado por uma dieta adequada.

Aqui estão alguns dos melhores alimentos para construir músculos.

==> Ovos inteiros

 

 

Os ovos inteiros contêm proteínas que são mais fáceis de processar pelo corpo do que qualquer outro tipo de proteína. Isso inclui carne, frango e leite.

Além disso, os ovos inteiros contêm uma série de outras vitaminas e nutrientes, incluindo vitaminas D e B12, zinco e ferro.

Não se preocupe em ingerir colesterol na gema do ovo. Pesquisa após pesquisa provou que o colesterol nos alimentos tem pouco efeito sobre o colesterol nos vasos sanguíneos.

==> Macarrão de Trigo Integral

 

 

Não é saudável cortar todos os carboidratos da dieta. Para que seu corpo tenha energia para se exercitar e construir músculos, ele precisa ter uma glicose saudável, que pode se transformar em energia utilizável.

As proteínas fornecem os blocos de construção ao corpo, enquanto os carboidratos saudáveis ​​fornecem ao corpo a energia para construir esses blocos.

Evite carboidratos à base de trigo branco. Eles queimam muito rápido e causam picos de energia e quedas. Em vez disso, opte por carboidratos de trigo integral, como macarrão de trigo integral. Seja orgânico, se puder.

==> Salmão Fresco

 

O salmão contém uma concentração muito alta de ácidos graxos ômega-3, muito necessários. Isso ajuda o funcionamento do cérebro e a concentração, ao mesmo tempo que facilita o crescimento muscular.

Os ácidos graxos ômega-3 no salmão aceleram o crescimento muscular após um treino, o que se traduz em mais músculos sendo construídos mais rapidamente.

==> Amêndoas e outras nozes

 

 

Amêndoas cruas e outras nozes contêm muitas proteínas que podem ajudar a construir músculos. Eles são fáceis de carregar como lanche e são realmente saudáveis, ao contrário de muitos outros lanches.

As nozes contêm vitamina E, potássio, zinco, magnésio e muitos outros minerais e vitaminas essenciais. Eles também contêm fibras que ajudam na digestão.

Ao comprar nozes, evite alimentos fritos em óleo ou cobertos com sal. Se possível, tente comprar nozes cruas simples com processamento mínimo.

==> Comer Carne

 

 

A carne bovina é talvez o melhor tipo de carne para os construtores de músculos comerem.

Ele contém grandes quantidades de creatina, o que dá a seu corpo um grande impulso de energia para fazer exercícios. Qualquer pessoa que tomou um suplemento de creatina pode atestar a energia explosiva da creatina.

Ao comer carne regularmente, você estará fornecendo ao seu corpo essa tão necessária fonte de energia.

Estes são alguns dos melhores alimentos para a construção muscular. Ao fornecer ao seu corpo todos os nutrientes, proteínas, vitaminas e minerais de que necessita, você construirá músculos em um ritmo muito mais rápido.

Veja Qual O Melhor Horário Para Você Tomar Proteína

Se você está pensando em começar a tomar suplemento para melhorar o seu crescimento muscular, tomar proteína líquida é uma excelente opção.

Um dos suplementos mais procurados por aqueles que buscam tonificar e definir o corpo é a proteína.

Mas, muitos se perguntam qual é a melhor maneira de a tomar e qual seria o melhor horário para isso.

Então, se você quer saber o que é a proteína líquida, para que ela serve e qual é o melhor horário para tomar esse suplemento, continue lendo o artigo.

O Que É e Para Que Serve A Proteína Líquida?

tomar-proteinaQuem tem uma rotina intensa de exercícios e visa o crescimento e ganho de massa muscular sabe que a alimentação é muito importante para esse processo.

É muito importante ter uma alimentação equilibrada. Mas, para quem quer deixar o corpo definido e tonificado é importante que essa alimentação seja rica em proteína.

Pois, a proteína é responsável pela hipertrofia muscular, objetivo da maioria das pessoas que vão a academia.

A proteína pode ser encontrada em diversos alimentos, como ovo, carne e peixe.

Mas, muitas vezes não temos tempo de preparar a quantidade ideal de proteína para o nosso dia, com a correria.

Por isso, muitas pessoas optam pelo suplemento proteico. Um dos suplementos proteicos muito utilizado é a proteína líquida. Mas, o que é isso?

Assim como qualquer tipo de suplemento, esse produto é pensado principalmente para pessoas que possuem deficiência proteica.

Ou seja, pessoas que por algum motivo de saúde possui uma quantidade crítica de proteína.

Por isso, é um produto rico em nutrientes e que possui uma absorção rápida. Em geral, ela pode ser formada por mais de um tipo de produto, sendo o mais comum Whey Protein ou colágeno.

A proporção desses ingredientes é em geral 15% de proteína, o restante é líquido. Ou seja, geralmente você tem algo em torno de 20 gramas de proteína para 150 ml de líquido.

Ela é muito utilizada, principalmente, por ser prática. Pois, quando você compra, já vem na medida ideal para você e você não precisa preparar nenhuma mistura, como você faz com o suplemento em pó por exemplo.

Benefícios de tomar proteína líquida:

Sem dúvidas o maior benefício da proteína líquida é a sua absorção. Ao contrário do suplemento em pó, o suplemento líquido possui uma absorção muito rápida.

Pois, é uma reposição de uma proteína que já temos no nosso organismo. E essa proteína presente no nosso organismo já está em estado líquido.

Assim, as enzimas responsáveis por absorver esse produto acabam tendo menos trabalho, sendo até mesmo mais eficaz na absorção.

Portanto, ao tomar proteína em forma de líquido, além da absorção ser mais rápida, ela é mais eficiente.

Pois, ele é feito a partir de um concentrado de soro de leite. E esse soro é excelente em repor qualquer proteína perdida durante o treino.

Qual É O Melhor Horário Para Tomar Proteína?

tomar-proteinaMas, qual é o melhor horário para tomar proteína líquida? Existe alguma regra para isso?

A maioria das pessoas recomendam que o suplemento seja tomado após o treino. Pois, é pela sua rápida absorção, é uma excelente maneira de recuperar as perdas geradas pelo treino.

Quando você treina na academia, o seu corpo exige muito das proteínas. Portanto, consumir um suplemento proteico eficiente depois pode ajudar a melhorar os resultados, recuperando os músculos mais facilmente.

Assim, os seus músculos se recuperam mais facilmente e as suas fibras ficam prontas para um novo dia de treino.

Além disso, essa reposição proteica faz com que as suas células aumentem. Com isso, você fica com um visual mais tonificado, e aparência mais musculosa.

E se você não puder tomar o suplemento no pós-treino?

Não tem problema. Afinal, se você for comer depois do treino, não há necessidade de suplemento.

Além disso, apesar de ser o mais recomendado, você pode também tomar o suplemento em outros horários sem problemas.

Se, por algum motivo de logística e horário, você só consegue tomar no pré-treino, não tem problema.

Mas, atenção, porque o efeito do suplemento antes e depois do treino é diferente. Enquanto depois do treino você  pode tomar proteína para repor fibras musculares, antes do treino serve como fonte de energia.

Portanto, você pode escolher o melhor horário de acordo com as suas necessidades. Ao tomar o suplemento antes do treino, você ingere proteína para servir de fonte de energia para a realização do seu treino.

Mas, se você pretende consumir o suplemento antes do treino, você deve tomar cuidado e não consumir e ir treinar logo em seguida.

Profissionais recomendam que você consuma a proteína pelo menos uma hora antes do treino, para ter tempo do seu corpo digerir.

Caso contrário, o seu corpo não terá tempo de digerir a proteína e ela ficará no seu corpo, como uma bomba de energia, prejudicando o seu treino.

Porque, a proteína demora ainda mais tempo do que o carboidrato para ser absorvido no nosso corpo.

E se você não puder tomar nem antes nem depois do treino? São muitos os momentos do dia em que você pode tomar o suplemento.

Uma boa ideia é tomar ao acordar, pois durante o seu sono você perde energia e o suplemento será uma maneira de repor isso.

Além disso, é uma maneira eficiente de reduzir o seu apetite, auxiliando no emagrecimento, caso esse seja o seu objetivo.

O mesmo vale para antes de dormir, pois você evita a perda de massa muscular e energia que ocorre durante o sono.

Conclusão

tomar-proteinaEntão, tomar proteína líquida é muito eficiente, pela sua rápida absorção e riqueza de nutrientes que fazem o seu corpo ganhar energia.

Essa energia em forma de proteína é utilizada para recuperar seus músculos perdidos, ou para dar força para eles crescerem.

Mas, quanto ao horário, não existe uma regra. Irá depender da sua rotina e do objetivo do seu treino.

Portanto, se depois de ler esse artigo você ainda possui alguma dúvida, a deixe aqui nos comentários que iremos ajudar.

O Que É Déficit Calórico E Como Fazer O Meu? Descubra Agora!

Muitas pessoas perguntam qual é a melhor e mais eficiente maneira de emagrecer, quando a resposta é bem simples: déficit calórico.

O peso do seu corpo tem como base os alimentos que você consome, e as calorias que você queima durante o dia.

Portanto, para conseguir emagrecer, você deve entrar em um estado de déficit calórico, buscando a queima de caloria do seu corpo.

Para isso, existem algumas coisas que você pode fazer, a também algumas contas para lhe guiar nesse processo.

Então, continue lendo esse artigo para saber tudo sobre déficit de calorias e como emagrecer utilizando isso.

O Que É e Para Que Serve Déficit Calórico?

deficit-caloricoSe você está buscando emagrecimento e já fez uma rápida pesquisa, é possível que tenha se deparado com o termo déficit calórico.

Pois, para quem deseja fazer uma dieta para emagrecer, o déficit calórico pode ser uma opção. Mas, do que se trata essa técnica de emagrecimento?

Ela é baseada na necessidade calórica do nosso corpo. Ou seja, o nosso corpo necessita de uma certa quantidade mínima de calorias por dia, para realizar as nossas funções vitais, mesmo em repouso.

Essas funções são a respiração, o batimento cardíaco e até mesmo o funcionamento do nosso cérebro.

Para essas atividades necessitamos de um valor conhecido como taxa metabólica de repouso. Assim, sem essa caloria mínima, podemos ter graves problemas de saúde.

Mas, qualquer atividade que precisamos fazer, no nosso dia a dia, saindo do repouso, gera uma maior necessidade de calorias, ou seja, de energia, para o nosso corpo.

Fazendo um balanço energético:

Então, de acordo com as calorias que precisamos e ingerimos durante o nosso dia, podemos fazer um balanço energético.

Que é nada mais do que uma conta entre a caloria que o nosso gasta para funções vitais e atividades do dia a dia e as calorias que consumimos durante o nosso dia. Esse balanço pode ser:

  • Positivo: nesse caso, consumimos mais calorias do que gastamos, aumentando o nosso peso corporal;
  • Negativo: quando consumimos menos calorias do que precisamos, fazendo com que o peso corporal diminua;
  • Neutro: quando consumimos a mesma quantidade de calorias do que gastamos durante o nosso dia, mantendo o peso corporal.

Então, a técnica do déficit calórico é baseada no balanço energético negativo, pois é onde ocorre a perda de peso.

Pois, nesse, pelo nosso corpo não conseguir as calorias diárias necessárias para a sua atividade, ele acaba pegando caloria da reserva energética que temos em nosso corpo.

Essa reserva é, na maioria das vezes gordura e carboidrato. Assim, ocorre o emagrecimento, a perda de peso corporal.

Como Fazer O Déficit Calórico?

deficit-caloricoEntão, como deve ser utilizada essa técnica? Existem diferentes maneiras de proporcionar esse déficit no seu organismo.

Pode ser diminuindo a quantidade de calorias que você ingere durante o dia, aumentando a quantidade de atividades físicas, ou os dois.

Mas, tem como você saber, mais ou menos, a quantidade de calorias que deve gastar para gerar essa perda de peso.

A conta que devemos fazer é que cada 1 kg de gordura que temos no nosso corpo, corresponde a cerca de 7 mil calorias.

Portanto, essa é a quantidade de calorias que devemos queimar para perder 1 kg de gordura.

O recomendado para uma dieta saudável é que a quantidade de peso perdido em uma semana não passe de 1 kg.

Pois, mais que isso, pode ser considerado prejudicial para o seu corpo e para a sua saúde.

Assim, nesse cenário, deveríamos perder mil calorias por dia, para perder 1 kg na semana.

Então, com esse valor, você pode começar a planejar a sua dieta, tentando queimar mais mil calorias por dia, tirar mil calorias da sua alimentação diária, ou uma média dos dois.

Mas, saber quantas calorias você realmente precisa para as suas atividades vitais e para o dia a dia pode ser complicado.

Pois, envolve muitos fatores, como a sua taxa metabólica de repouso, peso, altura, rotina e massa muscular.

Além disso, cada corpo funciona de um jeito, então a chave é analisar como o seu corpo funciona e fazer essa mudança de rotina de acordo com o seu entendimento do seu corpo.

Mas, para uma dieta mais eficiente, é necessário consultar um nutricionista, que irá lhe ajudar nessa etapa da sua vida.

Cuidados e contraindicações do déficit calórico:

Quando você utiliza a técnica do déficit calórico, você deve ficar muito atento a qualidade da comida que você está ingerindo.

Não adianta você comer aquele produto nada saudável, mas com poucas calorias. Você deve focar, principalmente, na qualidade da sua alimentação.

Pois, dois produtos podem ter a mesma quantidade de calorias, mas o alimento saudável é melhor absorvido e traz mais benefícios para o nosso corpo.

Além disso, você deve ter muito cuidado para não exagerar e acabar passando fome. É muito importante que você respeite os sinais que o seu corpo dá, de fome e de fraqueza. Muita gente acaba perdendo muitas calorias, e acaba ficando sem energia para realizar atividades essenciais do seu dia a dia.

Não adianta forçar, para fazer exercícios físicos, você precisa de um mínimo de energia, e qualquer quantidade menor que essa pode trazer muitos prejuízos para o seu corpo e ara a sua saúde.

Ainda, você deve respeitar as suas condições físicas, e se tiver qualquer problema de saúde a sua alimentação deve ser acompanhada por um nutricionista.

Conclusão

deficit-caloricoEntão, agora você sabe tudo sobre déficit calórico, e como utilizar o balanço de calorias a seu favor para emagrecer.

É tudo questão de quantidade e qualidade, pois um não anda sem o outro. Fazendo um bom balanço, você verá bons resultados.

Mas, cuidado para não ficar muito neurótico com calorias e números, pois você pode acabar exagerando e trazer prejuízos para o seu corpo.

Sendo saudável, comendo moderadamente e fazendo exercício físico você com certeza irá conseguir emagrecer em pouco tempo, de maneira saudável e respeitando o seu corpo.

Portando, se esse artigo lhe ajudou a montar a sua rotina e a sua dieta, deixe aqui um comentário.

Devo Ou Não Incluir Leite De Vaca Na Minha Dieta?

A inclusão do leite de vaca na dieta é um tema bastante discutido e controverso. Pois, ele diverge a opinião de diversos especialistas.

Muitos especialistas são a favor de banir o leite da dieta, enquanto outras pessoas consideram um alimento muito nutritivo e importante.

Então, qual é a resposta correta? Iremos mostrar aqui as diferentes opiniões, e em que ocasiões essa bebida pode ser benéfica ou maléfica para você

Portanto, continue lendo esse artigo para tirar todas as suas dúvidas sobre leite de vaca na dieta.

Qual É O Efeito Do Leite De Vaca Na Minha Dieta?

leite-de-vaca-na-dietaEntão, qual é o efeito que o leite de vaca tem na sua dieta? Ele traz mais benefícios ou malefícios?

Muitas pessoas acreditam que deveríamos tomar o leite apenas quando estamos sendo amamentados, e não mais na vida adulta.

Com isso, muitos argumentam que o ser humano é o único animal que consome leite na fase adulta.

Mas, isso ocorre porque o nosso corpo se adaptou e passou a produzir a enzima lactase, responsável pela digestão da lactose do leite.

E já que temos essa enzima, porque não aproveitar? O leite é um líquido rico em diversos nutrientes, entre eles, em cálcio.

Estudos já mostraram que a maioria da população ingere menos do que o recomendado de cálcio durante o dia, sendo o leite a principal, e mais abundante fonte desse mineral.

Fundamental para a prevenção de doenças como a osteoporose. Ainda, é rico em fósforo e magnésio, assim como diversas vitaminas, como a vitamina A.

Além disso, a sua proteína tem um altíssimo valor biológico, rico em aminoácidos essenciais.

Sendo assim, o leite um excelente aliado na sua dieta para a recuperação e construção muscular.

Mas, se possui tantos benefícios, quais são os problemas? Porque ouvimos muita gente falar que devemos excluir o leite de vaca da nossa dieta?

Porque é um alimento muito calórico e com uma boa quantidade de gordura. Assim, muitos associam como uma bebida prejudicial para o nosso sistema cardiológico.

Porém, estudos já comprovaram inclusive que a gordura do leite pode ser benéfica para o nosso coração.

Leite De Vaca Na Dieta Auxilia Nos Ganhos Musculares?

leite-de-vaca-na-dietaE quando estamos falando de musculação, ganhos musculares e hipertrofia, o leite de vaca na dieta é um aliado ou um inimigo?

Nesse aspecto, o leite também divide algumas opiniões, mas, em geral, ele pode ser benéfico em alguns casos e prejudicial em outros.

Muitos consideram o leite de vaca um grande aliado da hipertrofia muscular, por diversos motivos.

Primeiro, é um alimento que possui muitas calorias e nutrientes, sendo uma excelente fonte de proteína. E tudo isso é muito importante para quem deseja atingir a hipertrofia muscular.

Em sua composição, encontramos caseína e Whey Protein, sendo assim proteínas de altíssimo valor para o nosso corpo.

Enquanto o Whey Protein é uma proteína facilmente absorvida pelo nosso corpo, de maneira rápida, trazendo muitos benefícios, quando ingerido junto com caseína, os efeitos são melhores ainda.

Pois, a caseína fornece constantemente aminoácidos com absorção mais lenta. Os dois juntos fornecem todos os aminoácidos que você precisa para a reparação e construção muscular.

Além disso, é uma fonte rica em cálcio e diversas outras vitaminas, sendo excelente para a saúde dos nossos ossos.

Mas, na verdade, o cálcio não é bom apenas para os ossos, mas também favorece o metabolismo das gorduras.

Assim, ajuda a reduzir o acúmulo de gordura, incentivando o bom uso da gordura pelo organismo, como fonte de energia quando fazemos exercício.

Ainda, tem também uma função no transporte de aminoácidos essenciais para a hipertrofia, como a creatina.

Por ser uma bebida muito calórica, é excelente para quem está realizando um treino de bulking, onde o foco é ganhar massa muscular.

Pois, além da quantidade de proteína, você precisa ter calorias extras, além da sua taxa de metabolismo basal para que o seu corpo consiga realizar o crescimento muscular de forma saudável e correta.

Então, quando não devemos leite de vaca na dieta para a hipertrofia?

Quando falamos de hipertrofia, é importante esclarecer que o melhor leite a ser tomado é o integral, e não o desnatado.

Pois, esse possui mais calorias úteis e saudáveis que podem ser utilizadas pelo nosso corpo no processo de crescimento muscular.

Sendo assim, já foi provado por estudos que a absorção da proteína do leite integral se dá mais facilmente e com maior eficiência do que o dos outros leites.

Mas, o seu excesso pode causar o efeito reverso ao desejado. Como foi mencionado, um dos benefícios do leite de vaca na dieta é a sua grande quantidade de caloria que fornecerá a energia necessária para a hipertrofia e crescimento muscular.

Por isso, quando ingerido além do ideal, acaba havendo um acúmulo de energia, em forma de gordura no nosso corpo.

Entretanto, o consumo de leite antes do treino é não é recomendado em nenhuma ocasião, mas, principalmente, se você procura crescimento muscular.

Afinal, é um alimento que possui uma digestão lenta, e muito calórico. Portanto, se você tomar leite antes do treino, provavelmente o seu corpo ainda estará o digerindo durante o treino.

E isso, além de lhe deixar com uma sensação de corpo pesado, podendo atrapalhar o seu treino, acaba fazendo com que você não aproveite os seus benefícios para a hipertrofia.

O maior cuidado no consumo de leite é devido a intolerância da lactose. Nos últimos anos vimos muitas pessoas relatando possuir intolerância à lactose com o tempo.

Isso acontece, pois, a produção da enzima lactose pode ser comprometida e reduzida com o tempo. E caso você tenha falta dessa enzima, consumir lactose pode ser prejudicial.

Conclusão

leite-de-vaca-na-dietaEntão, agora você já sabe que o leite de vaca na dieta é essencial, caso você não tenha nenhum tipo de alergia ou intolerância.

O grande problema do leite se dá quando paramos de produzir a lactase, enzima responsável pela sua digestão.

Mas, se você possui uma produção normal dessa enzima, o leite pode trazer muitos benefícios.

Principalmente se você treina e busca crescimento muscular, sendo um excelente aliado da hipertrofia.

E aí, esse artigo tirou todas as suas dúvidas sobre esse assunto polêmico? Comenta aí!

Dicas De Café Da Manhã Para Ectomorfos – Confira Agora Mesmo!

Você conhece bem o tipo de café da manhã para ectomorfos?

Sim, para cada tipo físico de uma pessoa, existe uma alimentação diferenciada.

O grupo dos ectomorfos não ficam para trás nessa.

Suas características físicas influenciam tanto nos resultados do seu treino, como na sua alimentação.

As pessoas denominadas ectomorfos apresentam um perfil mais magro e por conta disso, precisam de uma alimentação diferenciada que consiga manter esse estilo e ao mesmo tempo, conciliar com uma vida saudável.

Sendo assim, se você tem dúvidas sobre o que comer e que tipo de refeição deve fazer pela manhã, continue lendo este artigo pois iremos explicar tudo o que você precisa saber.

O Que É Um Ectomorfo?

cafe-da-manha-para-ectomorfosO corpo de um ectomorfo geralmente possui o biotipo magro.

De maneira geral esse biotipo de corpo tem as pernas mais longas e magras e seus músculos são mais fibrosos, já os ombros tendem a ser magros e com uma largura reduzida.

Entre as características geralmente apresentadas nos biotipos de corpo ectomorfo estão:

  • Ossos pouco densos;
  • Peitoral plano;
  • Ombros curtos, corpo magro;
  • Dificuldades para ganhar peso;
  • Metabolismo rápido.

Pelo fato de terem o metabolismo mais rápido, as pessoas do tipo ectomorfo quase sempre possuem dificuldades em ganhar peso, já que elas queimam as calorias rapidamente.

Sendo assim, é por isso que o ideal para que possam suprir suas necessidades e ganharem peso, é necessário que os atletas com esse tipo de corpo precisem ingerir uma grande quantidade de calorias.

Tipo De Alimentação E Café Da Manhã Para Ectomorfos

cafe-da-manha-para-ectomorfosComo os Ectomorfos apresentam dificuldade em ganhar massa muscular e facilidade em perder peso, a pessoa deve ficar muito atenta a quantidade de calorias que vai ingerir se o objetivo for hipertrofia.

Sendo assim, às vezes, o número de calorias que este somatotipo deve consumir é muito mais alta do que ele já consome para conseguir crescer.

Isso ocorre pois o metabolismo acelerado de pessoas com esse tipo físico, é muito mais acelerado que o normal.

Sendo assim, isso reflete em um gasto calórico elevado, fora o gasto energético da atividade física.

Ou seja, o gasto calórico total deles é muito alto, e se o objetivo é crescer, devem consumir mais calorias do que gastam.

Muitas pessoas acham que por não ter tendência a acumular gordura corporal, podem comer o que querem.

Mas não é bem assim. A qualidade da alimentação deve ser sim considerada para otimizar o ganho de massa muscular, sem que este ganho seja acompanhado pelo ganho de gordura.

Desse modo, um ectomorfo deve focar em alimentações que contenham principalmente:

  • Calorias;
  • Carboidratos;
  • Carboidratos de ação rápida;
  • Proteínas;
  • Carboidratos de ação lenta;
  • Gordura.

Cada um deles cumpre uma função distinta no organismo, mas todas trabalham em conjunto para o foco em ganho de massa muscular.

Por exemplo, o carboidrato é um nutriente de extrema importância e pode ser um dos maiores aliados no café da manhã para ectomorfos, pois como é um biotipo que tem dificuldade de ganhar massa muscular, ele vem como um aliado.

Os carboidratos de ação rápida são rapidamente quebrados pelo organismo e consequentemente há uma rápida liberação da insulina, para captação da glicose fornecida por ele.

Os carboidratos complexos, por outro lado, são mais difíceis para a quebrar. Mas não menos importante para este tipo físico.

Receitas de café da manhã para ectomorfos

O café da manhã é considerado por muitos a refeição mais importante do dia.

Um bom café da manhã é um ponta pé inicial na direção certa para ganhar massa muscular.

Sendo assim, começar o dia com um café ideal para o seu biotipo, fornecerá a você, todos os nutrientes que um ectomorfo precisa para ganhar massa muscular.

A maioria dos ectomorfos falham ao ingerir uma boa quantidade de calorias através de proteínas, carboidratos e gorduras de qualidade.

Dessa forma, ingerir a quantidade necessária de calorias no decorrer do dia é muito mais fácil se você conseguir separar as refeições em quantidades iguais para cada horário.

Como o café da manhã para ectomorfos é um dos momentos mais problemáticos para a maioria das pessoas com esse biotipo, vejamos então, 3 sugestões completas para quebrar o jejum e focar no ganho de massa.

Opção 1:

  • 5 ovos grandes;
  • 2 colheres de sopa de queijo mussarela;
  • Metade de uma cebola média;
  • Metade de um tomate;
  • 2 fatias de presunto;
  • 3 fatias de pão integral.

Faça os ovos mexidos e junte com todos os ingredientes cortados, enquanto o pão torra na chapa.

Então junte tudo no pão, fazendo um sanduíche e coma.

Opção 2:

  • 100 gramas de aveia;
  • 300 ml de leite integral;
  • 2 colheres de sopa de manteiga de amendoim;
  • 75g de iogurte grego;
  • 2 colheres de sopa de cacau;
  • 1 scoop de proteína em pó da sua escolha.

Aqui, a refeição será um mingau. Sendo assim, misture a aveia com o leite e coloque no microondas por 2 minutos.

Após pronto, adicione o restante dos ingredientes e misture bem e estará pronto para consumo.

Opção 3:

  • 1 scoop de proteína da sua escolha (30g);
  • 1 colher de sopa de mel;
  • 100g de aveia;
  • 400ml de leite integral;
  • 30g de manteiga de amendoim ( 2 colheres de sopa).

Aqui, a receita é de um shake hipercalórico. Sendo assim, essa é uma opção ótima para aqueles que possuem pouco tempo para se alimentar de manhã, principalmente porque treinam logo cedo.

Esse shake pode ser preparado em dois minutos e tudo o que você precisa é colocar todos os ingredientes no liquidificador e misturar.

Conclusão

cafe-da-manha-para-ectomorfosPor fim, aqui neste artigo, você conseguiu saber um pouco mais sobre o que é um ectomorfo e como sua dieta funciona para o seu biotipo.

Sendo assim, aqui apresentamos apenas algumas sugestões de café da manhã para ectomorfos, focado no ganho de massa muscular.

Essas receitas podem facilmente serem modificadas tanto em ingrediente quanto em quantidade.

No entanto, é recomendável usar apenas um registro calórico para ter algum dado tangível da quantidade de calorias que você está ingerindo.

E aí, o que achou dessas informações? Elas te ajudaram? Então comente aqui nos comentários para que possamos saber a sua opinião e não esqueça de compartilhar este artigo para ajudar outros.

 

Conheça A Diferente Entre Dieta Low Carb x Dieta Cetogênica

Você sabe a diferença entre uma dieta low carb e dieta cetogênica?

Muitas pessoas pesquisando a melhor dieta para entrar em forma acabam se deparando com essas duas opções.

Mas com tantas opções de dietas disponíveis, fica difícil entender qual é a ideal e a que melhor se encaixa tanto no corpo, como também na rotina e bem estar de quem pretende emagrecer.

No entanto, você sabe diferenciar cada uma dessas dietas?

Então, hoje neste artigo, iremos explicar a você tudo o que precisa saber sobre o assunto e decidir qual é a melhor dieta para sua rotina.

O Que É E Qual A Diferença Da Dieta Low Carb E Cetogênica?

dieta-low-carb-e-dieta-cetogenicaAmbas as dietas tem como objetivo, o emagrecimento de quem as faz, no entanto, a dieta cetogênica e dieta low-carb não são duas estratégias completamente diferentes pois a dieta low carb e dieta cetogênica são baixas em carboidrato.

Sendo assim, a principal diferença de ambas, se dá no nível de restrições de cada uma, sendo a cetogênica mais restritiva que a low carb.

Desse modo, a dieta low carb tem como proposta diminuir o consumo de carboidrato para uma média de 50g a 150g diárias.

No entanto, a cetogênica indica a diminuição na ingestão de carboidratos para uma quantidade ainda menor, de no máximo 50g por dia.

Outra diferença entre as duas dietas se dá no consumo de proteínas e gorduras.

1. O que elas proporcionam?

A dieta low-carb é uma dieta que restringe a ingestão de carboidratos.

E a cetogênica faz isso também.

Sendo que em uma dieta cetogênica você restringe bastante essa ingestão.

Nela, a maioria das pessoas ingere de 20 a 30 gramas de carboidratos líquidos por dia.

A dieta low carb tem como objetivo não gerar picos de insulina no organismo.

Por esse motivo é que é aconselhado o consumo de carboidratos de absorção lenta. Pois assim, o organismo queima a gordura disponível no corpo e impede a produção de novas células de gordura.

Por outro lado, a dieta cetogênica pretende quase que zerar os níveis de insulina no sangue para que o corpo entre em cetose e recorra ao estoque de gordura para manter seu funcionamento adequado.

Por isso que ao fazer essa dieta, consegue uma perda de peso perceptível.

Não é uma estratégia fácil de se manter pois nem todo indivíduo se adapta ou tem indicação para fazer uso dessa dieta.

Uma grande questão é a monotonia alimentar e o desequilíbrio nutricional pela restrição de alguns grupos alimentares.

2. Quais alimentos as dietas tem em comum?

Tanto a cetogênica quanto a low-carb são dietas baixas em carboidratos, a base alimentar de ambas as estratégias permanece a mesma.

Todavia, a maior permissividade de uma dieta low-carb permite que você inclua mais facilmente algumas frutas, legumes e até mesmo algumas receitas doces.

Para Quem É Indicada A Dieta Low Carb E A Cetogênica?

dieta-low-carb-e-dieta-cetogenicaA dieta cetogênica então, tem como maior objetivo deixar o corpo entrar em cetose.

Nesse estado metabólico, devido a baixa ingestão de carboidratos, seu corpo passa a usar principalmente os ácidos graxos (gorduras) como fonte principal de energia.

Essas gorduras podem ser provenientes tanto da sua alimentação quanto do seu tecido adiposo.

E são transformadas em corpos cetônicos antes de chegarem até nossos tecidos para ser consumidos como energia.

Entretanto, a maioria das pessoas não entra em cetose fazendo uma dieta low-carb que tenha uma ingestão um pouco maior de carboidratos.

E isso ocorre, por justamente essa dieta ter mais consumo de carboidrato no qual impede que o corpo entre em plena cetose.

A dieta cetogênica foi primeira concebida como um tratamento para casos de epilepsia.

Isso porque ela simulava um estado metabólico que antes só atingido por meio de jejuns prolongados: o estado de cetose.

E, a partir daí, ela começou a ser usada para outras condições.

Essa dieta é indicada principalmente para pessoas com problemas de diabetes e obesas, pois ela melhora o controle glicêmico em maior grau do que uma dieta de baixa caloria.

Já a dieta low carb, é indicada para quem deseja perder peso. E sempre deve ser orientada por um profissional de nutrição.

A vantagem dela é que o peso é perdido mais rápido. Isso, devido à melhora da retenção de líquido, pois a cada 1g de carboidrato ingerido, o corpo retém 4g de água.

A dieta low carb também é indicada para quem não gosta de seguir a dieta padrão no qual são cortados inúmeros alimentos reduzindo também a sua porção.

Sendo assim, é uma alternativa para quem quer comer bem sem se preocupar em restringir quantidades, apenas ficando de olho na quantidade de carboidrato.

O que é mais indicado?

A dieta low carb e dieta cetogênica, devem ser feitas a partir da prescrição médica.

Pois são dietas que mexem com o corpo humano, sendo assim, pessoas com problemas de saúde, ao realizarem essas dietas, podem sofrer alguns efeitos colaterais não esperados.

A alimentação do brasileiro é muito rica em carboidratos associados a gorduras (frituras, cremes e molhos), o que contribui para o ganho de peso e não melhora o desempenho esportivo.

Não existe a melhor dieta, a que mais emagrece ou a que mais aumenta o desempenho esportivo, até porque, cada corpo reage diferente a cada tipo de dieta de acordo com o próprio metabolismo.

Conclusão

dieta-low-carb-e-dieta-cetogenicaNeste artigo, vimos as principais semelhanças e diferenças entre a dieta low-carb e dieta cetogênica.

Vale lembrar que a prescrição do programa alimentar deve ser elaborada de forma personalizada, de acordo com: objetivos, história clínica, história alimentar (preferências, aversões, intolerâncias e alergias), modalidade esportiva, fase ou tipo de treinamento.

Desse modo, para que qualquer uma dessas dietas funcione, é preciso um programa alimentar que seja mantido, duradouro, sempre reavaliado e adaptado ao estilo de vida.

Gostou de saber um pouco sobre essas dietas? Nos diga a qual dela você é mais adepto aqui nos comentários. Não esqueça de compartilhar!

 

Veja 10 Alimentos Que Você Deve Cortar Da Sua Vida Já!

Existem alimentos que você deve cortar se quer ter uma vida mais saudável e longa.

Alguns alimentos ingeridos com frequência, podem vir a prejudicarem a sua saúde e a comprometê-la.

Sendo assim, quando o assunto envolve cuidados com a alimentação e com a saúde, se faz necessário informar aos leitores como vocês podem melhorar a qualidade de vida.

Desse modo, listamos aqui 10 alimentos que são prejudiciais em sua rotina alimentar e também que atrapalham no seu treinamento para ganho muscular.

Se quiser saber quais são, continue lendo!

Alimentos Que Você Deve Cortar Da Sua Rotina Já

alimentos-que-voce-deve-cortarA hipertrofia é o aumento da massa muscular e muitos homens que treinam, buscam esse objetivo.

Sendo assim, para que esse processo seja um pouco mais “rápido “são desenvolvidas algumas dietas, um pouco restritas, mas bem planejadas, para que não falte nenhum nutriente para o organismo de quem prática os treinos de musculação.

O que algumas pessoas não sabem é que existem alguns alimentos que você deve cortar do seu dia-a-dia e que pode estar atrapalhando a dieta e o tão sonhado resultado.

Assim, eles são:

1. Pão e massas brancas:

Alimentos que são elaborados a base de farinha refinada, ou farinha branca, possuem um tipo de carboidrato que, quando ingerido provoca uma reação de fermentação.

O resultado disso é sofrer com o surgimento de gases e até a distensão do abdômen.

Esses sintomas podem ser ainda maiores caso você apresente algum tipo de hipersensibilidade ao glúten.

Nesse sentido, eles devem ser totalmente eliminados da sua dieta, pois impedirão que você evolua no seu processo de emagrecimento.

2. Açúcar e adoçante são alimentos que você deve cortar:

Os açúcares que estão presentes na maioria dos produtos industrializados também é outro elemento que deve ser retirado da sua alimentação, pois a sacarose acarreta no desenvolvimento do desequilíbrio da flora intestinal.

Nessas situações as bactérias benéficas do seu organismo diminuem e ocorre a proliferação daquelas que podem danificar e/ou prejudicar a digestão.

Além disso, esses alimentos proporcionam tanto o desenvolvimento quanto o acúmulo de gordura no corpo.

O consumo de adoçantes artificiais pode provocar ganho de peso e, inclusive, aumentar os níveis de açúcar no sangue, o que é um péssimo negócio.

Já os substitutos do açúcar, são capazes de alterar a forma como nosso corpo metaboliza a glicose.

3. Biscoitos:

Um dos alimentos que você deve cortar são os biscoitos, pois eles contêm inúmeras calorias, gorduras e açúcares, essa combinação forma um alimento completamente viciante que pode impedir que você alcance o seu objetivo de maneira eficaz.

Além de aumentar a gordura no seu corpo é um alimento que não provoca a sensação de saciedade.

4. Você deve cortar já bebidas alcoólicas dos seus alimentos rotineiros:

A mudança de hábito é imprescindível quando se pretende emagrecer, sobretudo quando você tem o hábito de consumir bebidas alcoólicas.

Esse tipo de bebida pode colocar fim em todos os avanços que você conseguiu até agora, pois o álcool aumenta a permeabilidade da camada mucosa do intestino.

Esse efeito piora consideravelmente o desequilíbrio da flora intestinal, o que acarreta no aumento do volume da sua região abdominal, chegando a desenvolver a famosa “barriga de chope”.

5. Repolho e couve:

É muito comum que algumas pessoas pensem que podem consumir todos os tipos de vegetais para emagrecer.

No entanto, alguns deles, como aqueles da família das brássicas, possuem compostos sulfurados que são capazes de aumentar consideravelmente a produção de gases pelo organismo.

Além do repolho e couve-flor, é preciso evitar outros alimentos como couve de bruxelas, nabo, brócolis, dentre outros.

6. Margarina:

Felizmente, muitas marcas estão produzindo margarinas mais saudáveis, então, na dúvida, escolha sempre aquelas com baixos níveis de gorduras trans.

Essa gordura é perigosa porque reduz o colesterol saudável (HDL) e aumenta o perigoso (LDL).

Sendo assim, aqui vai uma dica para reconhecer uma boa margarina: quanto mais sólida ela for, mais gordura trans ela tem e, portanto, menos saudável ela é.

Na hora de preparar algumas receitas, substitua a margarina por manteiga ou azeite de oliva, sempre que possível.

7. Sucos industrializados:

Muitos condenam o refrigerante e acabam optando por suco de caixinha ou até aqueles de pó. Porém, o que não sabem é que esses sucos também, são muito industrializados e com alto teor de açúcar.

Não apenas para quem faz a dieta para hipertrofia, mas para todas as pessoas, esses produtos fazem muito mal à saúde.

O ideal é um suco natural, direto da fruta ou a polpa.

Mesmo se a polpa for congelada, ela não perde os nutrientes.

8. Embutidos fazem parte dos alimentos que você deve cortar:

Os embutidos, são ricos em sódio para poderem ser conservados por mais tempo, e sendo de frango ou carne, são usados com produtos de pouca qualidade.

Muitas vezes achamos que os embutidos são uma boa fonte de proteína, mas isso não é verdade pois a legislação permite a utilização de restos dos animais, e mesmo que tenha a quantidade de proteína indicada, a mesma será de baixa qualidade.

Esses alimentos embutidos não têm qualidade nutricional, o que acaba com a dieta da hipertrofia, pois não traz nutriente de alto valor biológico. Por isso ele é um dos alimentos que você precisa cortar.

9. Biscoitos e barras de cereais:

Apesar de haver todo um segmento desses produtos em versão fitness, com mais fibras, menos gorduras e conservantes, na maior parte dos casos, é enganação.

A quantidade de açúcar adicionada para compensar a falta de gorduras (e vice-versa) acaba tornando o produto muito prejudicial para quem precisa controlar a ingestão de certos alimentos.

Sem você saber, está praticando a auto-sabotagem.

10. Sorvete:

Um simples sorvete de bola pode ter mais do que 130 calorias facilmente, com 4mg de gordura saturada, 2mg de proteína, e 7mg de gordura.

Uma única porção de sorvete é o equivalente a 22% da gordura saturada que você deveria consumir em todo o dia.

Conclusão

alimentos-que-voce-deve-cortarSe você busca uma vida mais saudável e treina em função disso, então você acabou de ver alimentos deliciosos, porém, que estragam todo o seu planejamento de uma vida mais saudável.

Sendo assim, essas comidas são alimentos que você deve cortar para que não comprometam seu ganho muscular.

E aí, acha que vai ser difícil manter uma dieta sem esses alimentos? Então nos conte nos comentários sua opinião e não deixe de compartilhar este artigo.